NÃO!

Um assistente administrativo de um partido político solícito ou nacional organizador, de forma sólida, o pagamento de dívidas trabalhistas.

Para a autora, havia relação jurídica entre os pastas, e alegou que o pagamento da dívida seria uma questão de distribuição de recursos.

O pedido foi negado pela 8ª Turma do TST , pois não existe responsabilidade pelas dívidas trabalhistas entre os diretórios.

Fonte: TST

WILLER TOMAZ

WILLER TOMAZ

WILLER TOMAZ