É isso mesmo.

É isso mesmo. O ato de dispensa foi validado pela Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho

O funcionário passou em concurso antes da privatização da empresa estatal, e a dispensa se deu após quatro meses da privatização, sem justa causa. Por isso, ele entrou com ação pedindo reintegração ao antigo emprego e pagamento dos salários relativos ao período que foi afastado, com base na lei que dispõe sobre a estabilidade dos funcionários após dois anos de exercício no cargo

Segundo análise do relator, ministro ministro Augusto César, a privatização da empresa estatal autoriza a dispensa sem justa causa, não tendo mais a necessidade de motivação do ato de dispensa de empregados

Fonte: TST

WILLER TOMAZ

WILLER TOMAZ

WILLER TOMAZ